#AV | #Elétricos | #Goiás

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

domingo, 14 de julho de 2013

Europeu de Radical: Mineiro Victor Corrêa sustenta a liderança no campeonato

Mesmo com carro ruim, brasileiro termina em quarto na Inglaterra.


A experiência e regularidade do mineiro Victor Corrêa (Unifenas) foram primordiais para que ele conseguisse neste sábado um bom resultado na quinta etapa do Radical Masters Euroseries, disputado no circuito Silverstone Grand Prix, na Inglaterra. Mesmo com um carro com sérios problemas, o brasileiro terminou em quarto e manteve a liderança do certame europeu com cinco pontos de vantagem sobre o lituano Konstantins Calkos.

"Acho que nunca guiei um carro assim. Sai de tudo, frente, traseira, não traciona e com isto também não tem velocidade final. Pelo menos deu para terminar em quarto, graças à minha regularidade e ao problema de alguns", comentou Victor, antes de se reunir com seu engenheiro para preparar seu Radical para a sexta etapa.

"Acho que acabamos andando pro lado errado no set up do carro e a pista esquentou muito também. Além disto, descobrimos que o difusor está quebrado e isso fez com que meu carro não reagisse bem. Mas se queremos ganhar este campeonato, não vai ser assim que vamos conseguir", definiu o piloto da Unifenas. 

Na sexta etapa do certame Victor Corrêa vai largar da segunda fila, com o quarto tempo. E seu maior adversário deverá ser o inglês Alex Mortimer, que além de vencer a quinta etapa irá largar da pole position. 

"Precisamos melhorar. Agora vamos fazer uma revisão geral no carro e conversar para definir outro acerto. Amanha temos que terminar na frente, preciso chegar entre os dois primeiros para me manter na liderança do campeonato", encerrou o piloto de Alfenas, sul de Minas Gerais.

O Radical Masters Euroseries é disputado com o protótipo Radical SR8, com 420 cavalos de potência e apenas 680 kg, relação peso-potência próxima à de um monoposto de categoria top, podendo atingir 290 km/h. O certame europeu é composto de seis rodadas duplas, em seis países diferentes, com transmissão pelo Euro Channel Eurosport.

Os dez primeiros na quinta etapa foram:
1) Alex Mortimer (Inglaterra), 24 voltas em 50min49s423 (média 174,832 km/h);
2) Konstantins Calkos (Lituania), a 11s127;
3) Christian Kronegard (Dinamarca) e Mark Smithson (Escócia), a 21s125;
4) Victor Corrêa (Brasil), a 24s220;
5) Mike Cantillon (Inglaterra), a 30s646;
6) Jaap Bartels (Holanda), a 50s321;
7) Marcel Marateotto (Suiça) e Marco Cencetti (Itália), a 52s042;
8) Jamie Contable (Inglaterra), a 53s704;
9) Peter Bamford, a 1min20s332;
10) Alain Costa (França), a 1min41s113.

Grid da sexta etapa:
1) Alex Mortimer (Inglaterra), 1min58s291;
2) Terrence Woodward (Inglaterra) e Ross Kaiser (Inglaterra), 1min58s357;
3) Tony Wells (Inglaterra) e James Littlejohn (Inglaterra), 1min58s817;
4) Victor Corrêa (Brasil), 1min58s849;
5) Konstantins Calkos (Lituania), 1min59s833;
6) Robert Enestedt (Suécia), 2min00s091;
7) Marcel Marateotto (Suiça) e Marco Cencetti (Itália), 2min00s882;
8) Mark White (Bulgaria) e Gavin Pickering (Inglaterra), 2min01s169;
9) Alvaro Fontes (Espanha) e Jesus Pliego (Espanha), 2min01s235;
10) Jamie Contable (Inglaterra), 2min01s313.

A pontuação do Radical Masters Euroseries está assim: 1) Victor Corrêa (Brasil), 62; 2) Konstantins Calkos (Lituania), 57; 3) Alex Mortimer (Inglaterra), 56; 4) Tony Wells (Inglaterra) e James Littlejohn (Inglaterra), 49; 5) Terrence Woodward (Inglaterra) e Ross Kaiser (Inglaterra), 40; 6) Chris Hyman (África do Sul), 36; 7) Mark Smithson (Escócia) e Christian Kronegard (Dinamarca), 30; 8) Jamie Contable (Inglaterra), 23; 9) Mike Cantillon (Inglaterra), 20; 10) Robert Enestedt (Suécia), 12; 11) Marcel Marateotto (Suiça) e Marco Cencetti (Itália), 10; 12) Jaap Bartels (Holanda), 8; 13) Rob Wheldon (Inglaterra), Manhal Allos (Inglaterra) e Bassam Kronfli (Canadá), 7;14) Peter Bamford (Inglaterra), 5. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao Blog SBR!