#AV | #Elétricos | #Goiás

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

domingo, 1 de dezembro de 2013

FIA WEC: Campeã do mundo, Audi fecha temporada com 2º lugar no Bahrein

• Audi conquista 15ª posição no pódio em oito corridas • Fässler/Lotterer/Tréluyer fecham a última prova do ano em segundo • Campeões, Duval/Kristensen/McNish, abandonam


Ingolstadt/Bahrein, 30 de novembro de 2013 - A Audi fechou o ano de 2013 no Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC) com um segundo lugar no Bahrein. O time campeão do mundo entre pilotos e construtores nesta temporada teve sua segunda derrota em oito provas da temporada.

Até pouco antes da metade da prova deste
sábado no Bahrein, os carros da equipe Audi Sport Team Joest estavam na disputa pela vitória da última corrida de seis horas deste ano. Loïc Duval/Tom Kristensen/Allan McNish, a bordo do Audi R18 e-tron quattro, acompanhavam o ritmo do Toyota líder com cerca de 15 segundos de desvantagem. Até que, na volta 95, Duval reportou no rádio um problema com o sistema de transmissão. Foi o primeiro abandono de um modelo R18 (considerando todas as suas versões desde 2011) por conta de problemas técnicos em 23 corridas. 

Com o abandono do carro campeão da temporada, o trio Marcel Fässler/André Lotterer/Benoît Tréluyer assumiu a segunda posição. Com 3h33 de corrida, os comissários desportivos puniram o carro #1 com um drive-through por Fässler ter feito ultrapassagens sob bandeira amarela. Com isso, o trio perdeu mais de um minuto e, no final das seis horas de corrida, cruzou a linha de chegada em segundo lugar. 

Ao conquistar um lugar no pódio pela 15ª vez na temporada 2013 do WEC, a Audi concluiu um ano de repleto de sucessos. O time venceu seis das oito provas que compuseram o mundial - uma a mais que em 2012 - e celebrou seu segundo título de construtores com antecipação. Loïc Duva/Tom Kristensen/Allan McNish venceram o Mundial de pilotos, também de forma antecipada, e viram seus companheiros de equipe, Marcel Fässler/André Lotterer/Benoît Tréluyer, conquistarem o vice-campeonato. O ano também ficou marcado pela 12ª vitória da Audi nas 24 Horas de Le Mans, em junho, e o 11º triunfo nas 12 Horas de Sebring - prova que valia pelo campeonato norte-americano de endurance, a American Le Mans Series. A galeria de troféus da fábrica ainda conta com o triunfo do 'Tourist Trophy' em Silverstone e cinco pole positions no FIA WEC. Fora do endurance, a Audi ainda foi campeã do DTM com Mike Rockenfeller e com a equipe Audi Sport Team Phoenix.

A temporada de corridas da Audi se encerra, abrindo uma fase de preparação intensiva para 2014. O próximo ano reserva uma série de novas regras no Mundial de Endurance e, por isso, a Audi está desenvolvendo um carro completamente novo que estreará na primeira temporada do WEC, marcada para 20 de abril de 2014 em Silverstone, na Inglaterra. 

Declarações após a corrida

Dr. Wolfgang Ullrich (Chefe da Audi Motorsport): "Todos nós podemos ficar bastante satisfeitos com a temporada. Vencemos o Campeonato Mundial, as 24 Horas de Le Mans e tivemos corridas incríveis. Infelizmente nosso desempenho não foi suficiente para vencer hoje, mas a Toyota simplesmente esteve mais forte. Um R18 e-tron quattro abandonou por problemas técnicos pela primeira vez em sua história, mas isso apenas mostra o quanto nossos carros são confiáveis."

Chris Reinke (Chefe da LMP): "Podemos olhar para trás e ver uma temporada muito forte. Nosso objetivo era terminar o ano com uma outra vitória, mas ficamos em segundo. O único abandono do R18 e-tron quattro por problemas técnicos em sua história apenas pode nos deixar orgulhosos pelo desempenho que conseguimos obter com esse protótipo."

Ralf Jüttner (Diretor técnico do Audi Sport Team Joest): "Fechamos uma temporada fantástica para a a Audi e para a Audi Sport Team Joest. Infelizmente, na última corrida do ano, as coisas não saíram perfeitas, como o abandono do trio campeão do mundo. A Toyota deu um passo à frente nas duas últimas etapas. Tentamos de tudo com o carro #1, mas tivemos de cumprir o drive-through e admitir a derrota. Mesmo assim, acho que deixamos nossa marca na temporada."

Marcel Fässler (Audi R18 e-tron quattro #1): "Naturalmente, nós queríamos ter vencido, mas foi uma prova muito dura. Chegamos a mudar a estratégia no meio da corrida e eu fiz dois 'stints' com o mesmo jogo de pneus. Infelizmente não funcionou como esperávamos, porque perdemos muita aderência no final. Mas era um risco que tínhamos de assumir para brigar pela vitória. No geral, tivemos uma ótima temporada e todo o time da Audi pode ficar orgulhoso por ela."

André Lotterer (Audi R18 e-tron quattro #1): "Tentamos economizar combustível hoje e, como resultado, o ritmo de prova não foi tão fácil como de costume. Além disso, no fim da corrida ultrapassar os retardatários também ficou surpreendentemente difícil. Em cada volta, encontrávamos carros mais lentos em locais onde jamais queríamos encontrá-los. Tínhamos um carro bom, mas, basicamente, não fomos fortes o suficiente."

Benoît Tréluyer (Audi R18 e-tron quattro #1): "Foi uma corrida muito dura. A primeira fase com pneus usados foi difícil. Com pneus novos o carro se comportava melhor e eu demorei para encontrar meu ritmo. Nossos companheiros de equipe estavam melhores, mas infelizmente abandonaram. Juntos vivenciamos uma temporada fantástica. E a Toyota está de parabéns pela vitória."

Loïc Duval (Audi R18 e-tron quattro #2): "Como era esperado, tivemos uma batalha dura contra a Toyota. Tom (Kristensen) fez um stint bastante forte e eu assumi o carro. Naquele momento a corrida era muito interessante do ponto de vista da estratégia, mas infelizmente tivemos um problema com o sistema de transmissão que terminou com a nossa prova."

Tom Kristensen (Audi R18 e-tron quattro #2): "Todos os engenheiros, mecânicos e outros membros do time trabalharam muito duro por dias e noites deste ano para preparar esses carros fantásticos para a gente pilotar. Eu queria retribuir o trabalho deles com outra vitória na última corrida. Até o momento do nosso abandono, pudemos fazer um grande duelo para os espectadores."

Allan McNish (Audi R18 e-tron quattro #2): "Loïc, Tom e eu tivemos uma temporada fantástica. Conseguimos grandes vitórias, a começar por Silverstone, depois as 24 Horas de Le Mans, em Austin e o título antecipado de pilotos. Um resultado brilhante para a Audi Sport. Chegamos ao Bahrein sem pressão e lutamos com a Toyota pelo primeiro lugar. Eu estava me preparando para assumir o carro quando soube do abandono. Pela primeira vez tivemos um problema técnico, mas isso não tira o valor da temporada que fizemos."


Confira como terminou as 6 Horas de Bahrein, última etapa do Mundial de Endurance 2013:

1 Buemi/Davidson/Sarrazin (Toyota) 199 voltas em 6h 01m 15.303
2 Fässler/Lotterer/Tréluyer (Audi R18 e-tron quattro) + 1m 10.585s
3 Conway/Martin/Rusinov (Oreca-Nissan) - 15 voltas 
4 Brundle/Heinemeier Hansson/Pla (Morgan-Nissan) - 15 voltas
5 Lancaster/Reip/Wirdheim (Zytek-Nissan) - 15 voltas
6 Baguette/Gonzalez/Plowman (Morgan-Nissan) - 17 voltas
7 Cheng/Ihara/Nicolet (Morgan-Nissan) - 19 voltas
8 Dolby/Giroix/Kerr (Oreca-Nissan) - 21 voltas
9 Bruni/Vilander (Ferrari) - 24 voltas
10 Bergmeister/Pilet (Porsche) -24 voltas
...
NC Duval/Kristensen/McNish (Audi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao Blog SBR!