GO-SBR

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Experiente piloto e dono de equipe da Truck fala sobre o fim da parceria dos caminhões com os GT


Abaixo você confere o texto publicado por Djalma Fogaça sobre o cancelamento da parceria entre a F-Truck e nova categoria GT

Vou dar minha opinião sobre isso. Muitos me ligam ou mesmo vem me chamar aqui pra falar a respeito. Muita gente pensa que eu participei diretamente dessa negociação, e sempre fui muito transparente nisso. Eu apenas apresentei as duas partes pra uma reunião.


Por eu ter apresentado, me sinto no dever de dar alguma explicação, e porque não, dar minha opinião a respeito também.

Sou um participante ativo da F-Truck, estou nessa categoria desde de 1997, e tiro meu sustento e de algumas famílias que trabalham em nossa equipe dali de dentro, do evento
Fórmula Truck. 

Vi nessa semana a F-Truck ser massacrada nos comentários de pessoas envolvidas na GT e de fãs dessa categoria e não achei justo esse massacre. Tanto o exposto na mídia e nas redes sociais. Pra fazer um resumão de tudo, pra mim foi uma grande surpresa quando liguei na direção da F-Truck com com o intuito de marcar uma reunião pra falar sobre uma parceria com a GT, e a ideia ser muito bem recebida pela diretoria da Truck e, depois de alguns dias, rapidamente ser finalizada uma parceria.






Essa semana, por motivos que não são da F-Truck e também não são da GT atual, mas sim por pessoas envolvidas na gestão da antiga GT3 e um patrocinador que hoje é um dos principais da F-Truck, esse acordo infelizmente teve que ser desfeito. A GT foi prejudicada com isso?  Claro que sim! Investimentos estavam sendo feitos, pilotos e equipes animados e na luta na busca de patrocinadores, público criando uma expectativa grande, mesmo as pessoas e equipes da F-Truck também entendiam que essa união seria bom para todos e também estavam animados, mas o motivo foi de uma força maior. Que poderia ser feito? 

A Truck abandonar um parceiro que há 3 anos vem investindo pesado no evento e em uma grande equipe na categoria?

"Ah, mas poderiam ter visto isso antes", vão dizer alguns. Pois foi visto. Mas opiniões mudam, negócios mudam assim rapidamente, e chega um momento em que nada pode ser feito pela própria vontade.

Estou no automobilismo há mais de 30 anos, algumas vezes já passei por situações de estar com contrato assinado e depois de uma semana ser rescindido. Quantos não passam por isso na vida profissional?

A F-Truck esperou 3 dias pra anunciar essa decisão, pra que talvez o pessoal da GT encontrassem uma maneira de poder reverter isso, mas também não foi possível.

Essa é a realidade do negócio. A F-Truck está aí, super estabelecida, fazendo um trabalho sério há muito tempo, bem administrada e quieta no seu canto. Simplesmente foi procurada e estendeu a mão, coisa que ninguém no automobilismo fez pela GT.

Entendo que o pessoal que dirige a GT tomou um duro choque, mas poderia ter tido uma outra atitude em relação a esse fato. Poderia ter reunido todos os pilotos, equipes e, junto à F-Truck, planejar algo bom para o ano que vem, um ano passa rápido e não sabemos o dia de amanhã, mas essa é minha opinião, que fique bem claro.

Agora atirar pedras em quem estendeu a mão, não é legal, não é profissional, me desculpem, mas é assim que penso.

Sei que é difícil, porque já estava muito difícil. Mas torço pra que tudo de certo pra GT, seus pilotos e equipes, as pessoas que estão envolvidas, que são sérios e com vontade e paixão por seus carros fantásticos.

Vida que segue, mundo que gira, avante sempre !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao Blog SBR!