#Brasil

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Lucas di Grassi sai de Buenos Aires ainda na liderança da Fórmula E

Piloto brasileiro do Audi Sport ABT Formula E Team largou da quinta posição e liderava a corrida quando a quebra da suspensão obrigou-o a abandonar a prova, que foi vencida pelo português Antonio Felix da Costa
Lucas Di Grassi
"É a terceira vez que isso aconteceu, e com três carros diferentes", apontou

O ePrix de Buenos Aires, quarta etapa da Fórmula E, primeiro campeonato de carros elétricos do planeta, foi uma corrida cheia de alternativas e com um final repleto de tentativas - bem sucedidas e mal sucedidas - de ultrapassagem, garantindo bastante emoção ao público presente nas arquibancadas montadas no circuito

levantado na região de Puerto Madero, belíssima localização da capital portenha.

A prova foi vencida pelo português Antonio Félix da Costa, da equipe Amlin Aguri. Mas esteve bem perto das mãos de Lucas di Grassi, que venceria sua segunda prova na temporada. O brasileiro do Audi Sport ABT Formula E Team largou da quinta posição e fez uma primeira metade com bastante agressividade e já estava em segundo lugar no momento do pit stop para a troca de carro.

"Fiz as três primeiras voltas forçando bastante e depois eu economizava por duas voltas para me manter perto do carro à frente, e então eu partia para a ultrapassagem. O safety car deu uma atrapalhada no final do stint, mas mesmo assim me mantive em segundo", lembrou.

Lucas, então, passou a pressionar o líder Sébastien Buemi. Na volta 22, o suíço da equipe e-Dams cometeu um erro e bateu, abrindo caminho para o brasileiro, que já mantinha vantagem confortável para o alemão Nick Heidfeld, da Venturi. "Eu já não estava mais forçando tanto, porque estava confortável na frente e já economizava o equipamento. Estava em uma tocada segura para levar o carro ao final, e no que seria minha segunda vitória na temporada", disse.

No entanto, a liderança só durou mais cinco voltas. No 27º giro, um parafuso da suspensão traseira direita do carro de Lucas rompeu-se, deixando o bólido sem controle e jogando-o direto ao muro da chicane, a oito voltas do final da corrida. A ameaça à liderança de Di Grassi era o britânico Sam Bird, da Virgin, vice-líder da tabela, mas que teve de cumprir um drive-through por não respeitar as luzes do pit lane.

Mesmo com o resultado adverso, Lucas sai da Argentina na liderança da Fórmula E. Com uma vitória, um segundo e um terceiro lugar em seus créditos, ele teve descontados oito pontos da vantagem anterior e agora tem 10 à frente de Bird, que terminou a prova em sétimo, mas com dois pontos a mais por ter marcado a volta mais rápida da corrida.



UniqueNet - Hospedagem de sites

Via Sul Móveis e Interiores Goiânia/GO


Di Grassi lançou um sinal de alerta no que diz respeito à confiabilidade dos carros da categoria. "Do ponto de vista da segurança, ok. Vimos acidentes piores na temporada e a parte de proteção ao piloto funciona perfeitamente. Mas, pelo que eu me lembro, é a terceira vez que a suspensão de um destes carros entra em colapso. Aconteceu com o (Jean-Eric) Vergne em Punta del Este, e aqui em Buenos Aires aconteceu comigo e com o (Karun) Chandhok", apontou.

"Nos dois acidentes de hoje foi visível que ambos os carros saíram da primeira perna da chicane com a roda traseira direita solta, resultado da suspensão quebrada. No meu caso, eu não havia tocado em nada para que isso acontecesse. E isso é um perigo. A Fórmula E e o fabricante do carro precisam olhar para estes detalhes com muito cuidado e atenção, porque já aconteceu pelo menos três vezes. Corremos em circuitos de rua, e os carros naturalmente estão sujeitos a um maior estresse dos componentes. É uma situação perigosa e que temos que discutir e o fabricante precisa fazer algo para que não volte a acontecer", afirmou.

No final, sair de Buenos Aires com dez pontos na liderança foi de saldo ainda positivo, na opinião do brasileiro. "Era para termos pelo menos 25 pontos na frente, ainda mais que os outros não haviam ido tão bem. Com o que aconteceu, queimamos um pouco da gordura que trabalhamos tão duro para acumular", concluiu.

A quinta etapa da Fórmula E acontece em Miami, nos Estados Unidos, em 14 de março.

Classificação da Fórmula E após quatro de nove etapas:
1-) Lucas di Grassi (BRA), 58 pontos
2-) Sam Bird (GBR), 48
3-) Sébastien Buemi (SUI), 43
4-) Nicolas Prost (FRA), 42
5-) Nelson Piquet Jr (BRA), 37
6-) Antonio Félix da Costa (POR), 29
7-) Jaime Alguersuari (ESP), 26
8-) Jerôme D’Ambrosio (BEL), 22


Siga Lucas di Grassi no Twitter:@LucasDiGrassi

No Instagram: @lucasdigrassi

E no Facebook: Lucas di Grassi Oficial

PARA MAIS INFORMAÇÕES
Cleber Bernuci | Jornalista Responsável
P1 Media Relations
+55 19 992-222-517
cleber@lucasdigrassi.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao Blog SBR!