#AV | #Elétricos | #Goiás

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Piloto de kart : Henrique Queiroz animado para competir em 2016

O ano de 2015 está acabando e com ele os campeonatos regionais e nacionais do kartismo brasileiro deste ano também já estão encerrados. Desta forma os olhos e pensamentos de todos os pilotos e mecânicos se voltam para o ano de 2016, quando tudo começa de novo. Quase todos os pilotos na verdade. Para o piloto Henrique Queiroz Ribeiro - Kart 176, competidor da categoria F4 Light, o ano novo já começou. Ausente nas competições de 2014 e 2015 por falta de apoio financeiro, o piloto concretizou no final deste ano o apoio da SAMA Minerações Associadas e assim, confirma desde já sua presença nas pistas no ano de 2016. A concentração agora está em manter o trabalho de preparação física e treinos na pista para as competições vindouras.

Atuando profissionalmente no kart na há 8 anos, devidamente registrado na FAUGO, o piloto do kart 176 já tem alguns títulos na bagagem, sendo Campeão do RK de Kart em 2010Vice-Campeão do Campeonato Goiano de Kart 2011 e Campeão da Copa Goiás de Kart 2011. Com o ânimo extra abastecido com o apoio da SAMA Minerações Associadas, o objetivo é usar desta experiência para fazer bonito nas pistas, representando bem o nome da SAMA.

Conciliando esta paixão pelo automobilismo com a prática do kartismo e o trabalho na área administrativo-financeira de empresas do ramo imobiliário, Henrique é treinado por Idário Campos e está muito confiante para os campeonatos a disputar no ano de 2016.

"Nos anos em que consegui apoio financeiro da SAMA, consegui obter resultados muito bons nos campeonatos. Treinei e batalhei muito ao longo dos anos posteriores para conseguir apoio mas isso não aconteceu, cerceando minhas condições de competir. Em 2016 tudo vai ser possível de novo com a SAMA apoiando - uma parceria de sucesso. O sentimento de ser campeão é indescritível e a vontade de sentir tudo aquilo de novo é muito grande. Há pilotos muito experientes e com estrutura muito boa para competir. Vencê-los não será fácil, mas trabalharemos duro para conseguir este objetivo", declarou o piloto.

As competições na categoria F4 são muito acirradas entre todos os pilotos, com uma variação média 0,5 segundo entre o pole position e o último piloto do grid. As competições contam com uma média de 20 karts cada bateria/corrida.
Dentre tantos desafios existentes, Henrique ainda tem um a mais que os demais pilotos de kart. Medindo 1,91 m de altura e pesando atualmente 91 Kg, o piloto conta com um chassi da marca Mini alongado de fábrica, ano/modelo 2014 e compete aproximadamente 4 Kg acima do peso mínimo permitido para sua categoria (185 Kg). Trata-se de um desafio e tanto, pois a estimativa que se tem é que, a cada kg a mais, perde-se 0,1 segundo por volta na pista.

"Os desafios são grandes e isso é normal no automobilismo em geral. Minha estatura eu desconsidero, pois consigo disputar com todos pilotos em pé de igualdade. Difícil mesmo é conseguir patrocínio, então além do lado financeiro que o piloto tem que se preocupar, ele ainda tem que conciliar os treinos com a família e o trabalho, enfim.... E não dá para ficar sem nenhum dos três (risos). O negócio é conciliar do jeito que dá, pois o kart é a realização de um sonho para mim."
Pilotos de várias cidades do Estado de Goiás e do Distrito Federal competem juntos. Há presença de pilotos de Goiânia, Rio Verde, Trindade, Itumbiara, Brasília e Anápolis, principalmente.

"Eu, Idário Campos e a SAMA Minerações Associadas vamos acelerar em busca de mais alegria, mais velocidade, mais títulos...", completa o piloto.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao Blog SBR!