#Brasil

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Shell Racing lança a ideia: #StockANoite

Stock Car corre neste final de semana em Londrina, onde corridas noturnas são realizadas em outras categorias nacionais; com experiência em provas à noite, Átila Abreu e Ricardo Zonta são entusiastas da ideia

 
Após a F-1 disputar sua prova noturna em Cingapura, a Stock Car corre neste final de semana em Londrina, onde são realizadas corridas noturnas de outras categorias nacionais, como a Sprint Race. Por isso, a Shell Racing lançou a ideia de promover uma etapa da Stock à noite. Os dois pilotos do time, Átila Abreu e Ricardo Zonta, já disputaram provas assim no exterior e acreditam que o projeto engrandeceria a principal categoria do automobilismo brasileiro.

"Já fiz corridas à noite em Daytona, Le Mans, e é muito especial para o público e para os pilotos. Na Nascar, a corrida noturna é uma realidade há muito tempo, já que eles correm em ovais. Mas é possível correr em pistas curtas, que já possuem uma iluminação externa, como Londrina, onde vamos correr neste final de semana. É um sonho bem viável e que exigiria apenas pequenos ajustes no carro", explica Zonta, que subiu no pódio da maior corrida de longa duração do mundo, as 24 Horas de Le Mans.

A Shell Racing inclusive apresentou um esboço do que seria necessário para o atual carro da Stock Car competir à noite, com base na opinião dos pilotos, mecânicos e chefe de equipe. "A principal é instalar faróis dianteiros, que hoje são apenas desenhados na carenagem. Isso é algo de fácil execução, exigindo apenas uma bateria maior ou extra para garantir o funcionamento deste sistema. Com estas pequenas alterações seria possível fazer uma corrida jamais vista na categoria, um espetáculo inédito", explica Rodolpho Mattheis, chefe da equipe Shell Racing.

Átila também destaca a parte promocional da ideia da corrida noturna. "Isso certamente seria um grande espetáculo para o público na arquibancada e para quem gosta de ver a corrida na TV em um novo horário. Dá até para pensar em mudanças no layout para deixar o carro mais chamativo à noite, com pinturas especiais, como vemos na F-1", diz o piloto da Shell Racing.

Algumas adaptações também podem ser sugeridas, como a ausência do botão de ultrapassagem, já que a visibilidade à noite é reduzida e, assim como na chuva, este recurso acaba não sendo utilizado por segurança.

"Um grid de 20 ou 25 carros também pode ser uma opção para tornar a corrida ainda mais especial, com uma pré-classificação sendo disputada à tarde e a largada sendo feita no pôr-do-sol, com a chegada à noite, a exemplo do que ocorre no GP de F-1 em Abu Dhabi", sugere Zonta.

Veja na ilustração ao lado e abaixo as mudanças que a Shell Racing sugere para que os carros da Stock Car possam correr em pistas com iluminação externa como Londrina.

#StockANoite

- Faróis: atualmente, o farol do carro é desenhado. Seria necessária a instalação dos dois faróis na dianteira

- Bateria extra: por conta destes faróis, a bateria teria que ser maior ou mesmo haver uma extra para garantir o funcionamento do sistema de iluminação

- Capô: pequeno recorte para inserção dos faróis

- Motor: devido a menor visibilidade, o botão de ultrapassagem não seria utilizado, assim como já ocorre nas provas com chuva

- Luz de freio: reforço na iluminação já existente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao Blog SBR!