#Brasil

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Endurance: Satti Racing tem problemas, mas conclui a prova com o MCR #71

Um dia em que a sorte não estava ao lado da equipe, e que problemas impediram o bom desempenho habitual. Assim pode ser resumido o fim de semana da equipe Satti Racing em Guaporé, com os protótipos MCR #71 e #96.

O MCR #71 VW 8v Turbo, pilotado por Ian Ely e Daniel Claudino, classificou-se em 5º, com 1:07.252. Na prova, Claudino fez uma excelente largada, logo pulando para a 3º posição, logo atrás do MRX #65 e sofrendo a pressão do MCR Lamborghini #18. Algumas voltas após, porém, um problema no cabo do acelerador fez com que o carro precisasse ser resgatado, perdendo voltas. Após, um problema de freio obrigou nova parada e, por fim, um problema elétrico também fez com que o carro parasse, porém a equipe não desistiu e ainda devolveu o carro à prova, andando bem a partir daí, até cruzar a linha de chegada em 5º na categoria após 3 horas de prova, que foi vencida pelo MCR Lamborghini #18, após abandono do Tubarão #5.

Ian Ely não esconde a frustração, mas projeta: "Foi frustrante, tínhamos bastante expectativa pois fizemos um trabalho detalhado de revisão do carro, trabalhamos acerto no treino da semana anterior. Mas vamos aprender com o que aconteceu, e vamos com tudo para Santa Cruz, achamos que nosso carro tem um potencial bom devido às curvas de baixa velocidade, e estamos com motor mais forte do que andamos lá no ano passado. Agradecemos àqueles que estiveram pela torcida por nós, amigos e patrocinadores."

Daniel Claudino avalia a etapa: "A prova estava sendo boa para nos até os problemas comecarem a aparecer. Estava em terceiro após ter ultrapassado a Lambo na largada, aí tivemos o problema do acelerador, depois do freio, e, já no stint do Ian, o problema elétrico. Estaremos trabalhando intensamente para que estes problemas nao ocorram mais, pois poderíamos ter marcado bons pontos nessa etapa, devido às quebras das outras equipes, mas vamos contudo para Santa Cruz."

Já o MCR #96 dos pilotos Alejandro Cignetti/Ruben, sofreu com problemas de motor, dando poucas voltas no classificatório e entrando na prova após a largada, dando poucas voltas e abandonando para evitar maiores problemas.

O chefe de equipe, Eduardo Sattinho, lamenta, mas agradece a torcida e ressalta o esforço da equipe para superar os problemas: "Nesta etapa, "a bruxa estava solta" em Guaporé, não estivemos em nossos melhores momentos, mas mesmo assim temos muito a agradecer às pessoas que confiaram em nosso trabalho e estavam lá para nos prestigiar, àquelas que mesmo distantes torceram por nós, aos pilotos que, mesmo sem termos os resultados desejados, souberam valorizar nosso esforço, aos mecânicos e colaboradores fica meu imenso agradecimento, pois enfrentaram com muita garra todo o frio que passamos, sem esmorecer. O resultado não veio, mas segunda-feira já começa o trabalho para a etapa de Santa Cruz, vamos em frente!"

A próxima etapa acontecerá no dia 27 de maio em Santa Cruz do Sul, e será válida também pelo Campeonato Brasileiro de Endurance.

O MCR #71 tem o patrocínio de Lavoro John Deere, Bocchi Agrobios e o apoio de Prathauto Restauração e Satti Soldas.

Texto/fotos: Niltão Amaral

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao Blog SBR!