GO-SBR

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

domingo, 11 de novembro de 2012

Max Wilson vence e embola o campeonato

Sete pilotos chegam com condições matemáticas de serem campeões na Corrida do Milhão Goodyear, a última etapa da temporada a ser disputada no dia 9 de dezembro em Interlagos.


Brasília (DF) - A emocionante penúltima etapa da temporada, disputada neste domingo no Autódromo de Brasília, colocou fogo na Copa Caixa Stock Car. A vitória de Max Wilson, o segundo lugar de Ricardo Maurício e a empolgante terceira colocação de Nonô Figueiredo, embolaram de vez a briga pelo título. Em Interlagos, no dia 9 de dezembro, quando será realizada a Corrida do Milhão Goodyear, 44 pontos estarão em jogo, o dobro do normal, além do prêmio de R$ 1 milhão, o maior oferecido pelo esporte nacional, prova que terá mais um importante nome: Helio Castroneves, três vezes vencedor das 500 Milhas de Indianápolis, foi confirmado neste domingo na Equipe Shell Racing.

Com isso, sete pilotos continuam na disputa matemática da mais importante categoria do automobilismo brasileiro. Cacá Bueno - nono na prova deste domingo - tem 159 pontos, Átila Abreu, Daniel Serra e Ricardo Maurício estão empatados com 149, Max Wilson tem 138, Valdeno Brito 137 e Nonô Figueiredo 130. Os outros estão fora da luta pelo campeonato, mas diretamente na briga pelo prêmio de R$ 1 milhão.

Max obteve sua quarta vitória na carreira e voltou ao topo do pódio depois de mais de dois anos, pois seu último primeiro lugar tinha sido em Londrina no dia 10 de outubro de 2010, justamente o ano da sua conquista. Esta também foi a primeira dobradinha - em quatro temporadas - de Max e Ricardinho pela equipe Eurofarma RC.

Depois de largar na pole e se manter na frente durante 15 voltas, o pneu esquerdo traseiro do carro de Thiago Camilo estourou e ele teve de voltar para os boxes. Max Wilson, que vinha em segundo, depois de, logo na largada aproveitar e ultrapassar Átila Abreu, assumiu a ponta e recebeu ordem dos boxes para evitar forçar demais e se manter na frente, principalmente por o segundo colocado ser justamente seu companheiro de equipe. No final, ele cruzou a linha de chegada com 3,1 segundos de vantagem.

``É muito bom vencer e o fato de ser na reta final do campeonato eleva o moral meu e de toda a equipe, que merece os agradecimentos pelo trabalho feito nos dois carros. Se tivesse de escolher entre ganhar R$ 1 milhão e o título, sinceramente, ficaria com o título da Stock Car``, disse Max Wilson.

Ricardo Maurício, que já se sagrou campeão da Stock Car em 2008 e venceu a Corrida do Milhão Goodyear em 2010, concorda com o companheiro de escuderia.

``Sem dúvida se eu tivesse a opção de escolher, seria o título, mas o bom mesmo seria ganhar os dois``, brincou Ricardinho.

Um dos grandes destaques da etapa de Brasília foi Nonô Figueiredo, o piloto em atividade com maior número de participações na Stock Car (161 corridas). Ele largou em 23º lugar e chegou ao pódio depois de bela ultrapassagem sobre Rodrigo Sperafico na última volta. Essa situação toda levou o sempre frio Nonô a se emocionar.

``Chorei depois de cruzar a linha. Quem conhece a Stock Car sabe da dificuldade que é se chegar ao pódio e ainda mais largando lá atrás, como aconteceu comigo. Chego a Interlagos correndo por fora, mas com chances matemáticas e, a exemplo do Max e do Ricardo, se tivesse de escolher, optaria pelo título em vez do prêmio de R$ 1 milhão``, disse Nonô Figueiredo, de 41 anos.

Os estreantes Tony Kanaan e Rafa Matos terminaram, respectivamente, na 19a e na 23a posições. Rubens Barrichello abandonou na 19a volta.

Resultado da décima primeira etapa da Copa Caixa Stock Car em Brasília

1) Max Wilson (Eurofarma RC), 41min43s118
2) Ricardo Maurício (Eurofarma RC), a 3s126
3) Nonô Figueiredo (Mobil Super Pioneer Racing), a 4s545 
4) Rodrigo Sperafico (Prati-Donaduzzi Racing), a 6s573
5) Luciano Burti (Itaipava Racing Team), a 7s708
6) Átila Abreu (Mobil Super Pioneer Racing), a 9s385
7) Daniel Serra (Red Bull Racing), a 11s744
8) Ricardo Zonta (Linea Sucralose), a 13s332
9) Cacá Bueno (Red Bull Racing), a 15s125
10) Valdeno Brito (Shell Racing), a 15s924
11) Ricardo Sperafico (Prati-Donaduzzi Racing), a 17s174 
12) Diego Nunes (Hot Car Competições), a 22s167
13) Lico Kaesemodel (RCM Motorsport), a 23s113
14) Giuliano Losacco (Shell Racing), a 27s258
15) Tuka Rocha (BMC Racing), a 29s620
16) Denis Navarro (Vogel Motorsport), a 30s284
17) Vitor Meira (Officer ProGP), a 31s804
18) Popó Bueno (Linea Sucralose), a 36s416
19) Tony Kanaan (Bassani Racing), a 39s722
20) Julio Campos (Carlos Alves Comp.), a 43s761
21) Thiago Camilo (Ipiranga-RC), a 43s946
22) Duda Pamplona (Officer ProGP), a 43s961
23) Rafa Matos (Bassani Racing), a 44s148
24) Allam Khodair (Vogel Motorsport), a 45s119
25) Antonio Pizzonia (Comprafacil/Nascar), a 45s500
26) David Muffato (Itaipava Racing Team), a 47s139
27) Patrick Gonçalves (Carlos Alves Comp.), a 50s072
28) Xandinho Negrão (Medley Fulltime), a 3 voltas
29) Eduardo Leite (Hot Car Competições), a 14 voltas
30) Galid Osman (BMC Racing), a 22 voltas
31) Rubens Barrichello (Medley Fulltime), a 22 voltas 
32) Pedro Boesel (Comprafacil Nascar JF), a 38 voltas

Melhor volta - Thiago Camilo, 59s859 km/h na 19ª volta. 

A Copa Caixa de Stock Car tem organização e realização da Vicar Promoções Desportivas, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). A Caixa é um dos patrocinadores oficiais da principal categoria do automobilismo, dando nome ao campeonato, que ainda tem o patrocínio da Goodyear, além do copatrocínio de Shell V-Power Etanol, Bosch, Mobil Super, Pioneer e o apoio da Itaipava e Transzero. As montadoras são Chevrolet e Peugeot.

Mais informações no site: www.stockcar.com.br

Departamento de Comunicação da Vicar:
Milton Alves (Mtb 16583/SP) / (11) 98335.4781