GO-SBR

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Guimarães é campeão do F-3 Brazil Open


Esta é a terceira vez que o título do torneio vai para um representante brasiliense. Prova decisiva também rendeu o vice-campeonato ao piloto da GP3 Series Dmitry Suranovich 

A cidade de Brasília pode ser considerada a mais representativa na curta história do F-3 Brazil Open - torneio de verão da categoria base do automobilismo criado em 2010. Com o título conquistado por Felipe Guimarães neste domingo em Interlagos, a capital federal tornou-se o berço dos campeões dos últimos três anos, depois das conquistas de Lucas Foresti em 2011 e 2012. 

O quarto e último dia de competição no F-3 Brazil Open 2013 foi reservado exclusivamente à corrida final. E foi o venezuelano Roberto La Rocca quem chegou como favorito, depois de vencer as duas corridas do sábado e, assim, garantir a pole position da decisão. Mas um problema no motor de seu carro obrigou La Rocca a parar nos boxes ainda na volta de apresentação e praticamente o tirou da briga.

Na pista, enquanto isso, Felipe Guimarães saía da quinta posição no grid para assumir a ponta ainda na primeira volta. Líder, não foi incomodado em nenhum momento e apenas tratou de abrir vantagem para seus concorrentes durante as 19 voltas da disputa. Assim, conquistou o Open e viu Dmitry Suranovich, da Rússa, ficar com o vice-campeonato.

"O final de semana inteiro foi de superação. Porque tive muitos problemas, principalmente ontem (sábado) nas duas corridas que eram importantes para o grid da Final. Tive que largar em quinto, mas fui confiante porque sabia que tinha um carro bom para liderar e ganhar o campeonato. Graças a Deus deu tudo certo", comentou o piloto brasiliense, que trabalha para voltar a competir no automobilismo europeu - onde já disputou provas da GP3 Series e da A1GP.

E foi justamente de olho nas competições do Velho Continente que Dmitry Suranovich veio ao Brasil. O piloto russo vai disputar sua segunda temporada na GP3 e aproveitou o Open para intensificar sua preparação. 

"Foi bom fazer quatro corridas e completar muitas voltas em um único fim de semana, especialmente porque nessa época, na Europa, não conseguimos treinar em pista por causa do inverno. O Open para mim foi um pouco mais difícil porque foi minha primeira vez em Interlagos e minha primeira vez com esse carro. Então eu precisei de mais tempo para me adaptar a essas novidades. Mas no geral foi bom terminar com o vice-campeonato", comentou Suranovich. 

Destaque do Open com duas vitórias no sábado, Roberto La Rocca lamentou o problema na decisão, mas considerou positivo o saldo de sua participação. "Infelizmente tive um problema ainda na volta de apresentação e tive de parar nos boxes para a equipe verificar o que estava acontecendo. Larguei do pit e até estava com um ritmo bom, mas começou a molhar a pista e isso dificultou a pilotagem. Mas estou satisfeito porque cumpri meu objetivo de me preparar para a temporada. Fiz três pódios e venci duas corridas no fim de semana, além de evoluir meu desempenho com o carro a cada sessão", disse o venezuelano.

Pela categoria B, que utiliza os modelos F-301 da Dallara - enquanto na classe principal se usa os F-309 -, Eduardo Banzoli faturou o título depois de uma intensa disputa contra Gustavo Lima durante o fim de semana. "Estou feliz. Sem dúvida é um título importante para mim, porque o nível dos pilotos que correram aqui era bem alto. O fim de semana foi difícil porque quebrei nas duas primeiras provas, a terceira acho que foi a melhor corrida que eu fiz no automobilismo até hoje, com ultrapassagens e muita disputa, e a quarta bateria foi difícil de novo, mas graças a Deus deu tudo certo", avaliou Banzoli, que também recebeu o Troféu João Leme por ter sido considerado o piloto mais combativo do fim de semana.

Para Gustavo Lima, homônimo do cantor sertanejo, "foi uma boa estreia com o carro de fórmula 3. Consegui brigar pelo título da B, andando entre os primeiros na geral. Infelizmente tive alguns imprevistos na Final que me tiraram da briga, mas foram coisas de corrida", resumiu o paulista que vem da temporada 2012 na Fórmula Renault Alps, também na Europa. 

Cumprindo seu propósito desde que foi idealizado em 2010 pelo ex-piloto Roberto Mourão, o F-3 Brazil Open 2013 serviu como pré-temporada para todos os seus participantes. Foi o caso, por exemplo, do paulista Raphael Raucci, que estreou na divisão principal depois de ter sido vice-campeão sul-americano da F-3 em 2012 na classe B. O piloto deve disputar novamente o torneio continental este ano e ressaltou a importância do evento em sua preparação.

"É uma boa maneira de abrir a temporada, com a chance de desenferrujar depois das férias. Ajuda muito na preparação no campeonato, porque é quilometragem que o piloto ganha com o carro, é preparo físico para disputar as corridas. Então é uma chance de melhorar bastante no início do ano", disse Raucci.

A importância do evento nos preparativos também foi destacada por Rodrigo Contin, chefe da equipe Hitech Racing, agora bicampeã do evento. "É um campeonato extremamente válido para a categoria. Não só para os pilotos daqui, mas também para os pilotos de fora. Esse ano tivemos o Dmitry que viu no Open uma oportunidade de intensificar sua preparação para a GP3 Series, e o Roberto La Rocca que já tinha andado no ano passado e veio novamente".

Com a conquista deste sábado, Felipe Guimarães se une a Lucas Foresti (2011 e 2012) e William Buller (2010) na lista dos vencedores do F-3 Brazil Open. Confira como terminou a corrida Final:

1) Felipe Guimarães (A), (19 voltas) 31:16.716
2) Dmitry Suranovich (A), a 1:15.536
3) Eduardo Banzoli (B), a 1 volta
4) Roberto La Rocca (A), a 5 voltas
5) Raphael Raucci (A), a 6 voltas
6) Gustavo Lima (B), a 16 voltas

Melhor Volta: Felipe Guimarães, 1:34.557 (média de 164,053 km/h), na 13ª volta


Inova Comunicação - Rafael Durante (Mtb 48.044) - E-mail: rafaeld@terra.com.br
Contatos: (11) 7320 8666 / 93*19045