GO-SBR

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Em Daytona, Miguel Paludo atinge objetivo de começar campeonato entre os primeiros da Truck Series


Piloto brasileiro andou bem durante a prova de abertura da Nascar, e recebeu a bandeirada na sétima colocação, sendo o sexto colocado no campeonato 2013 da Truck Series

O piloto Miguel Paludo (Duroline) começou a temporada com um resultado consistente para o campeonato, seu principal objetivo antes de iniciar a temporada 2013. Na corrida da noite desta sexta-feira em Daytona, Flórida, o brasileiro recebeu a bandeirada na sétima colocação entre as 36 picapes que largaram hoje.

O piloto da Turner Scott Motorsports se manteve entre os primeiros em praticamente toda a corrida, só perdendo um pouco o contato nas voltas finais. Mas em um trabalho de equipe em conjunto com o atual campeão James Buescher, conseguiu novamente terminar dentro do top-10. Johnny Sauter venceu a corrida.

Com o resultado, Miguel inicia a temporada 2013 da Nascar Truck em sexto no campeonato, já que Kyle Busch, segundo colocado na prova, é ilegível para a série, pois compete na categoria principal (Sprint Cup).

"Conseguimos cumprir nosso objetivo, que era ser cauteloso até as cinco últimas voltas e foi o que fizemos. Trabalhamos muito em equipe aqui em Daytona, especialmente eu e o James (Buescher). Andamos no top-10 boa parte da prova e isso foi essencial para escapar dos acidentes. Até tentei puxar o Ty Dillon na última volta, mas logo veio a bandeirada e não deu. Foi um bom resultado para iniciarmos o campeonato como um dos ponteiros na tabela", diz Paludo.

A NextEra Energy Resources 250 começou com o gaúcho largando em oitavo. Nas primeiras voltas, Miguel passou para sexto, literalmente empurrando a picape seu companheiro de equipe, James Buescher, pelo superoval de 2,5 milhas. Na volta 10, Paludo continuava avançando e já subia para quarto, sempre escoltando o piloto #31. Via rádio, comentava que o vácuo estava funcionando bem pela linha externa e continuava seguindo seu parceiro. Na volta 19, era o terceiro colocado.

A primeira bandeira amarela foi sacada na volta 26 por causa de detritos do truck #92 de Scott Riggs, que teve problemas de motor. Paludo aproveitou, assim como todo o grid, para parar, trocar pneus (somente dois) e completar o combustível. O gaúcho de Nova Prata retornou na 13ª posição.

A relargada veio na volta 30, quando Miguel novamente começou a escalar o pelotão, já se encontrando em décimo na volta seguinte.

Neste segundo stint, Miguel passou a usar a parte interna da pista, seguindo a maior fila do pelotão dianteiro. Na volta 50, a metade exata da prova, Miguel continuava pelo lado interno, só que já na sétima posição.

Na sequência, um 'big one' envolvendo vários carros na volta 54 (curva 3) interrompeu a prova com uma bandeira amarela pela segunda vez. O acidente foi logo atrás de Paludo, mas nada aconteceu ao brasileiro. Os vários detritos na pista fizeram a prova ser interrompida por várias voltas.

Miguel aproveitou essa longa parada para trocar seus quatro pneus e completar o combustível. Ajustes não foram necessários, já que ele continuava comentando com a equipe que sua Silverado estava bem estável.

Relargando na volta 60, Miguel partia de quinto, forçando para ganhar mais posições à frente. Duas voltas depois, Jason White rodava absolutamente sozinho, tocando no muro e provocando a terceira amarela da prova. Paludo aproveitou para completar seu tanque para ir até o fim sem mais paradas.

A verde apareceu novamente na volta 67, com Miguel em 12º. Dez passagens depois, Paludo era o oitavo. Com 20 para o fim, o motor da picape #10 de Jennifer Jo Cobb apresentava problemas, provocando a quarta bandeira amarela da etapa.

Chegando ao fim, a corrida começava a ficar mais nervosa, com alguns toques e filas de três sendo formadas. A relargada se deu a 18 do fim, com Miguel na linha de cima, assim como estava no começo da prova.

Encaixotado, Miguel ficou sem espaço e perdeu várias posições, indo para 20º com dez voltas para o término. Só que na volta seguinte, junto com seus companheiros de Turner Scott Motorsports Ryan Truex e James Buescher, seguiu na linha externa e conseguiu muitas ultrapassagens. Todavia, instantes depois, o pneu da Chevrolet de Truex não aguentou, estourando e provocando a quinta bandeira amarela. Cinco picapes foram envolvidas no incidente. Miguel, no momento, era o 11º no momento.

A verde veio com cinco voltas para o fim. Paludo pulou para sétimo e escalava o pelotão por dentro quando Jeff Agnew perdia o controle e batia, encerrando a prova em bandeira amarela. Johnny Sauter venceu a corrida.

A próxima etapa da Nascar Truck Series se dará no Martinsville Speedway, Martinsville, prova disputada somente no dia 6 de abril no oval de 0,526 milhas do estado da Virgínia. O site www.miguelpaludo.com.br traz mais informações, fotos e vídeos das corridas de Paludo. Para acompanhar notícias em tempo real, siga no twitter @miguelpaludo (o oficial do piloto).

Resultado da NextEra ENergy 250, Daytona (1/22)
Dez primeiros colocados:
1º) Johnny Sauter, 100 voltas
2º) Kyle Busch, a 0s430
3º) Ron Hornaday Jr, a 1s021
4º) Justin Lofton, a 2s259
5º) Jeb Burton, a 2s555
6º) Ty Dillon, a 2s693
7º) Miguel Paludo, a 3s494
8º) Ryan Blaney, a 3s662
9º) Matt Crafton, a 4s266
10º) Ryan Sieg, a 3s823

Classificação Nascar Truck Series (1/22)
Dez primeiros colocados:
1º) Johnny Sauter, 47 pontos
2º) Ron Hornaday Jr, 41
3º) Justin Lofton, 41
4º) Ty Dillon, 40
5º) Jeb Burton, 39
6º) Miguel Paludo, 37
7º) Ryan Blaney, 36
8º) Matt Crafton, 35
9º) Ryan Sieg, 34
10º) Todd Bodine, 34