GO-SBR

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

sábado, 5 de outubro de 2013

Europeu de Radical: Victor Corrêa vence em Monza e é líder

Brasileiro largou da pole position pela quarta vez, vence pela terceira vez na temporada e reassume a liderança do campeonato


O brasileiro Victor Corrêa (Unifenas) venceu neste sábado (05/10) a nona etapa do Radical Masters Euroseries, no mítico autódromo de Monza, na Itália. Com esta terceira vitória na temporada o mineiro reassumiu a liderança do certame europeu com 106 pontos, seis de vantagem sobre o lituano Konstantins Calkos, o vice-líder que terminou a prova em terceiro. A segunda colocação foi da dupla ítalo-suiça Marco Cencetti (Itália) e Marcel Marateotto (Suiça), que chegaram 1s323 atrás.

"Foi bão demais", comemorou com seu característico sotaque o representante de Alfenas, sul de Minas Gerais. "Agora peguei a liderança do campeonato de novo e
pretendo mantê-la até o fim", completou.

Victor Corrêa aproveitou bem a sua pole position - a quarta na temporada - e liderou desde a largada, chegando a abrir 2s5 até a sétima volta, quando fez o seu pitstop obrigatório. Na volta para a pista retornou em segundo e na 14ª volta ultrapassou o suíço Marcel Marateotto, chegando a abrir cinco segundos na frente.

"Dava para eu ter andado mais rápido, mas como a equipe tinha trocado o meu motor para a corrida, que quebrou na segunda classificação, eu resolvi não abusar e ao mesmo tempo economizei um pouco os pneus. Nas últimas quatro voltas eu aliviei mesmo", comentou o piloto da Unifenas, que fez apenas a quinta volta mais rápida da corrida. "Vencer em Monza é sempre maravilhoso. Esta foi a minha terceira vitória aqui, em 2010 venci duas corridas de Fórmula 3. Agora vamos revisar o carro e analisar tudo, pois amanhã (domingo) tem mais!", continuou.

Neste domingo (06/10) será realizada a 10ª etapa do Campeonato Europeu de Radical, a partir das 9h30 (horário de Brasíla). Os ingleses Tony Wells/James Littlejohn (Inglaterra) vão largar da pole position, enquanto Victor Corrêa parte do oitavo posto.

"Na classificação eu só fiz uma volta rápida e depois o meu motor quebrou. Mas agora está tudo bem e confio em uma boa recuperação. Adoro correr em Monza e aqui tem muita reta para você pegar o vácuo e freadas fortes para ultrapassar. Se eu subir no pódio já vai ser muito bom, pois continuarei na briga pelo título. Amanhã o bicho pega!", admite o piloto da Unifenas.


O Radical Masters Euroseries é disputado com o protótipo Radical SR8, com 420 cavalos de potência e apenas 680 kg, relação peso-potência próxima à de um monoposto de categoria top, podendo atingir 290 km/h. O certame europeu é composto de seis rodadas duplas, em seis países diferentes, com transmissão pelo Euro Channel Eurosport.

O resultado da nona etapa, em Monza foi: 1) Victor Corrêa (Brasil), 22 voltas em 50min05s128 (média de 192,480 km/h); 2) Marco Cencetti (Itália) e Marcel Marateotto (Suiça), a 1s323; 3) Konstantins Calkos (Lituania), a 5s248; 4) Terrence Woodward (Inglaterra) e Ross Kaiser (Inglaterra), a 10s798; 5) Tony Wells (Inglaterra) e James Littlejohn (Inglaterra), a 11s048; 6) Ronnie Valori (Itália) e Marco Jacoboni (Itália), a 37s534; 7) Mike Cantillon (Inglaterra), a 38s320; 8) Jamie Contable (Inglaterra), a 44s796; 9) Alain Costa (França), a 49s444; 10) Jeremy Ferguson (Inglaterra), a 1min02s419. 

O grid da décima etapa será assim: 1) Tony Wells (Inglaterra) e James Littlejohn (Inglaterra), 1min51s176; 2) Konstantins Calkos (Lituania), 1min52s719; 3) Terrence Woodward (Inglaterra) e Ross Kaiser (Inglaterra), 1min52s934; 4) Jaap Bartels (Holanda) e Oli Nacok (Inglaterra), 1min54s414; 5) Tom Jordam (Inglaterra) e Alex Kapadia (Inglaterra), 1min55s566; 6) Mike Cantillon (Inglaterra), 1min56s177;7) Neale Muston (Austrália), 1min56s209; 8) Victor Corrêa (Brasil), 1min56s553; 9) Marco Cencetti (Itália) e Marcel Marateotto (Suiça), 1min56s650; 10) Jesus Fuster (Espanha) e Alvaro Fontes (Espanha), 1min57s035. 

A pontuação do Radical Masters Euroseries depois de nove provas está assim: 1) Victor Corrêa (Brasil), 106; 2) Konstantins Calkos (Lituania), 100; 3) Terrence Woodward (Inglaterra) e Ross Kaiser (Inglaterra), 86; 4) Alex Mortimer (Inglaterra) e Chris Hyman (África do Sul), 72; 5) Mark Smithson (Escócia), 66; 6) Tony Wells (Inglaterra) e James Littlejohn (Inglaterra), 67; 7) Marcel Marateotto (Suiça) e Marco Cencetti (Itália), 47; 8) Jamie Contable (Inglaterra), 45; 8) Christian Kronegard (Dinamarca), 43; 10) Mike Cantillon (Inglaterra), 30.