GO-SBR

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

sábado, 5 de outubro de 2013

GT3: Blau Motorsport tem missão quase impossível no Velopark

Marcelo Hahn e Allam Khodair buscam superação para tentar duas vitórias com a Lamborghini, que sofre com novo pacote de restrições


Líder isolada do Campeonato Sudamericano de GT, a Blau Motorpsort desembarca neste final de semana em Porto Alegre para a disputa da sexta etapa da temporada 2013 com uma missão quase impossível: conseguir mais uma dobradinha e vencer as
duas provas no Velopark.

Para esta etapa, a organização do evento mexeu mais uma vez no pacote de restrições. Alterações que beneficiaram, e muito, o modelo Audi R8 dos irmãos Ebrahim. O modelo teve o restritor de 47mm substituído por um de 52mm e teve seu peso reduzido em 10 quilos. Já a Lamborghini Gallardo LP600 Evolution da Blau Motorsport teve o restritor mantido em 47mm e ganhou mais 20 quilos de lastro. 

"Com estas mudanças, vencer duas vezes se tornou uma missão praticamente impossível. O que temos a nosso favor é a inconsistência da dupla dos irmãos Ebraihim, que em diversas corridas tiveram problemas mecânicos. Nós não sofremos com isso. Nem pilotos, nem mecânicos, ninguém na nossa equipe está cometendo erros. Temos que apostar nesta consistência para tentar manter a dianteira no campeonato", afirmou Marcelo Hahn, maior vencedor da temporada com sete primeiros lugares em 10 corridas e 191 pontos no campeonato. Este ano, ele jamais ficou fora do pódio. A dupla do Audi R8 tem 150 pontos.


Em protesto às novas mudanças no pacote de equalização a Dupla Ricci e Derani, que competem com um modelo Ferrari F458, decidiram abandonar o campeonato. Assim, a disputa da GT3 no Velopark conta com cinco carros.

No primeiro treino do dia no Velopark, com as equipes ainda fazendo experiências nos equipamentos, Hahn e Khodair se superaram e fizeram o segundo melhor tempo com 53s046. Os mais rápidos foram Chico Longo e Daniel Serra, que marcaram 52s664. "Estamos pegando a mão do carro, que agora está com o kit Evolution. Temos uma grande máquina nas mãos e nossa meta é somar o maior número de pontos possíveis", avaliou Allam Khodair, que tem 154 pontos no campeonato e fez uma prova a menos que o parceiro Marcelo Hahn