GO-SBR

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

O desafio logístico do FIA WEC para a Audi

• Marca das quatro argolas faz a preparação para a 'turnê mundial' do novo Audi R18 e-tron quattro • 38 toneladas de material vão viajar pelas etapas do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC) • O transporte é feito por caminhões na Europa e por avião para as pistas fora do Velho Continente


Ingolstadt, 19 de fevereiro de 2014 - O novo Audi R18 e-tron quattro estará presente nas oito etapas do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC) deste ano, que estão divididas entre pistas da Europa, Ásia e das Américas do Sul e do Norte. Antes dos pilotos assumirem o volante, é o time de logística da Audi Sport Team Joest, quem trabalha duro para transportar todo o material
necessário ao redor do planeta.

"Um campeonato mundial como o WEC não é apenas um desafio desportivo e tecnológico para as fábricas. Elas também precisam estar altamente preparadas do ponto de vista logístico, para tudo funcionar dentro do cronograma", comenta o chefe da Audi Motorsport, Dr. Wolfgang Ullrich. "No Audi Sport Team Joest, nós contamos com um time que já se sente em casa em todas as pistas do calendário e que trabalha conosco há anos. Esse entrosamento é fundamental para cumprir cada detalhe do processo de logística".

Os testes de pré-temporada, que começaram em janeiro, representam o início do calendário sob o ponto de vista logístico, ainda que sejam a parte mais fácil dele. Depois da rodada de abertura do Mundial de Endurance, marcada para 20 de abril em Silverstone, na Inglaterra, a segunda etapa do ano será realizada apenas duas semanas depois, em Spa-Francorchamps, na Bélgica. Mais quatro semanas e, no primeiro fim de semana de junho, todo o equipamento deverá estar em Le Mans, na França, para o dia de testes visando a prova de 24 Horas que será disputada nos dias 15 e 16 do mesmo mês. Em solo europeu, todo o equipamento, incluindo os carros da Audi Sport e Audi Sport Team Joest, será transportado por caminhões.

A marca das quatro argolas está preparando três protótipos para as corridas de Spa e de Le Mans. E nas demais provas do FIA WEC, usará dois modelos Audi R18 e-tron quattro. E o primeiro desafio fora da Europa será 14 semanas depois da prova na França, com a etapa em Austin, nos Estados Unidos. A própria organização do Campeonato Mundial oferece uma infraestrutura logística para todos os times e, assim, transportará cerca de 200 toneladas de componentes através de aviões de carga. Além disso, alguns materiais podem ser transportados para determinadas corridas através de frete marítimo. Partindo da Europa, serão cerca de 49 mil quilômetros a serem percorridos entre as etapas dos Estados Unidos (Austin, 20 de setembro), Japão (Fuji, 12 de outubro), China (Shanghai, 02 de novembro), Bahrein (15 de novembro) e Brasil (São Paulo, 30 de novembro), além da volta para a Alemanha. "O equipamento não volta para a Alemanha no período entre as etapas", conta Chris Reinke, chefe da LMP na Audi Sport. "Isso significa que a gente precisa considerar uma quilometragem limite para cada componente do carro, além de eventuais acidentes. Existem componentes com desgaste bem peculiar, que precisam ser trocados em ciclos definidos. E também existem as peças que são usadas várias vezes."

Além dos carros e das peças de reposição, as ferramentas (que incluem chaves, plataformas de elevação e outros itens da garagem) também viajam de avião. Os membros da equipe guardam cerca de 36 toneladas de material em 176 cases de voo. 

O transporte das pessoas ligadas ao time também é planejado com precisão cirúrgica. Uma equipe especializada em set-up e desmontagem viaja para as corridas de 6 Horas um dia antes para receber o equipamento e montar os boxes. E fica um dia a mais no autódromo, desmontando e despachando novamente o aparato. Consequentemente, estes são eventos que podem durar entre 10 e 12 dias para alguns integrantes da equipe, dependendo da localização. E para os especialistas em logística, a temporada começa sempre em dezembro. A de 2014, por exemplo, começou logo que a equipe retornou da viagem ao Bahrein, onde foi encerrado o campeonato do ano passado. 


Nota aos editores: Todas as semanas até a corrida de Le Mans, em junho, a Audi transmitirá novas informações no projeto do novo R18 e seu comprometimento com a mais famosa corrida de longa duração do planeta, que acontece nos dias 14 e 15 de junho deste ano.





Informações:



Departamento de Comunicação Audi do Brasil 








Christian Marxen 

Gerente de Comunicação Audi do Brasil 
Telefone: +55-11-3041-2905 


Charles Marzanasco 

Supervisor de Imprensa Produto 
Telefone: +55 11 3041-2840 


Renata Tersiote

Assessora de Imprensa 
Telefone: +55 11 3041 2888 



In Press Porter Novelli Assessoria de Comunicação



João Costa

+55 11 3330-3849


Mariana Oliveira

+55 11 3323-1644


Lia Mara Sacon

+55 11 3323-3783


No ano de 2013 o Grupo Audi entregou a seus clientes 1.575.500 automóveis da marca Audi. De janeiro até fim de setembro de 2013, com um volume de negócios da ordem dos 37 bilhões de euros, a empresa obteve um resultado operacional de 3,74 bilhões de euros A nível internacional a empresa está presente em mais de 100 mercados, produzindo nas unidades de Ingolstadt, Neckarsulm, Győr (Hungria), Bruxelas (Bélgica), Bratislava (Eslováquia), Martorell (Espanha), Kaluga (Rússia), Aurangabad (Índia), Changchun (China) e Jakarta (Indonésia). Dede o final de 2013 a marca com os Quatro Anéis também produz em Foshan (China), a partir de 2015 será em São José dos Pinhais (Brasil), bem como a partir de 2016 em San José, Chiapa (México). Subsidiárias a 100% da Audi AG são, nomeadamente, a quattro GmbH (Neckarsulm), a Automobili Lamborghini S.p.A. (Sant’Agata Bolognese/Itália) e o fabricante de motos esportivas Ducati Motor Holding S.p.A. (Bologna/Itália). A empresa emprega atualmente mais de 70.000 funcionários a nível mundial, dos quais cerca de 50.000 na Alemanha. De 2014 até 2018 a Audi pretende efetuar investimentos globais no montante de aproximadamente 22 bilhões de euros, principalmente em novos produtos e tecnologias sustentáveis. A Audi assume sua responsabilidade empresarial, tendo definido estrategicamente a sustentabilidade como padrão de referência para processos e produtos. A meta no longo prazo é: mobilidade neutra em CO2.



Inova Comunicação - Rafael Durante (Mtb 48.044) - E-mail: rafaeld@terra.com.br
Contatos: (11) 7320 8666 / 93*19045