GO-SBR

Esporte a motor em Goiás, no Brasil e no Mundo

quarta-feira, 26 de março de 2014

Brasileiro de Turismo se consolida como importante passo rumo à Stock Car

Categoria de base corre desde o ano passado com um novo protótipo desenvolvido pela JL Racing, que também constrói o carro da Stock Car


O início da temporada 2014, com a corrida em duplas, deu grande destaque a abertura da temporada da Stock Car, bem como o sucesso do estreante Felipe Fraga que, aos 18 anos, tornou-se o mais novo jovem vencedor da categoria, batendo o recorde também de vencer logo em sua primeira
corrida.

O sucesso do jovem piloto do Tocantins mostrou que o Campeonato Brasileiro de Turismo está preparando muito bem os pilotos para uma eventual ida para a Stock Car. Afinal, Fraga foi o campeão de 2013 e fez na temporada passada o seu primeiro ano com carros de turismos - até então, tinha carreira prévia no kart e fórmula.

"É importante ver a rápida adaptação dele ao carro da Stock Car, mostrando seu grande talento e também a importância do degrau anterior em seu caminho de preparação rumo à categoria principal", destaca Zequinha Giaffone, diretor da JL Racing, que constrói os carros da Stock Car e do Brasileiro de Turismo.

"Fizemos um grande esforço no ano passado para estrear um novo protótipo que fosse capaz de preparar os jovens talentos do automobilismo nacional para a principal categoria do Brasil. Buscamos isso por meio de um carro que possui características parecidas com o atual modelo usado na Stock Car", explica Giaffone.




A estrutura tubular do chassi do carro do Brasileiro de Turismo foi desenvolvida e construída por uma equipe de 50 pessoas, em um projeto de planejamento e execução do carro que levou cerca de dez meses entre o primeiro desenho em programas de computador até o carro pronto.

O motor do carro é um V8 alimentado por injeção eletrônica de combustível, gerando 350 cavalos de potência, com tração traseira. O combustível é o Shell V-Power etanol, o mesmo utilizado pela categoria principal. A suspensão é independente nas quatro rodas, com amortecedores duplos em cada uma.

"Outro foco importante foi na segurança, com estrutura com tubos com paredes mais grossas do que o normal. Com os superbancos homologados pela FIA e o crash box, esse carro do Brasileiro de Turismo tem o mesmo padrão de segurança da Stock Car e das principais categorias deste tipo no mundo", completa Giaffone.